Tag Archives: atp finals results

Pare a guerra, jogue tênis

A história não é nova. Há 10 anos quando Aisam ul-Haq Qureshi, um paquistanês se uniu a um israelense – Amir Hadad – para jogar duplas, ele ganhou atenção mundial, como exemplo de paz através do esporte. Há dois anos ganhou mais reconhecimento ainda quando ao lado do indiano Rohan Bopanna, chegou à final do US Open. Agora, Aisam ul-Haq Qureshi, jogando o ATP Finals, em Londres, lança o livro “Stop War, Start Tennis – Pare a Guerra, Comece o Tênis.”

Originalmente lançado com o título “Lições aprendidas do circuito mundial de tênis,” Qureshi reeditou o livro, adaptou-o para versão kindle e colocou o mesmo título que a sua fundação tem.

 

Claro que ouvi falar pela primeira vez de Qureshi quando ele começou a jogar com o israelense. Ganhou prêmios pela iniciativa, mas ainda demoraria até ele se estabelecer como jogador top de duplas.

Nestes anos em que ficou tentando chegar ao grande circuito, Qureshi veio algumas vezes ao Brasil e jogou em Campos do Jordão, na MasterCard Tennis Cup, onde eu trabalhava. Vi Qureshi jogar e torcer com a minha amiga Lia para não ter que pronunciar o seu complicado sobrenome na cerimônia de premiação (ele foi à semifinal de duplas em 2009).

 

Ao se associar com o indiano Rohan Bopanna, subir no ranking – chegou ao 8º lugar no ano passado – ganhou notoriedade dentro e fora das quadras e ambos foram apelidados de Indo-Pak Express.

Durante a final do US Open de 2010, os embaixadores do Paquistão e da Índia, inimigos “mortais” há anos, se sentaram lado a lado para torcer pelo mesmo “time.”

Logo após perderem a final para a parceria de Bob e Mike Bryan, Qureshi pegou o microfone e instintivamente discursou pela paz. “Sabia que o Paquistão inteiro estaria assistindo,” relata ele no livro. “Cada vez que venho para os Estados Unidos, gostaria que soubesse que nós não somos um país terrorista. Somos amáveis e tudo o que queremos é a paz.”

 

Impulsionado pela reação mundial, Qureshi fundou a “Stop War, Start Tennis,” ajudando vítimas da Guerra que tenham sofrido com guerras e minas em zonas de conflito de guerra atuais ou antigos.

 

Além disso, ele ajuda também o seu próprio país e só teve a dimensão do que acontece quando ocorre uma tragédia, ao voltar para casa depois daquela final do US Open 2010 e como embaixador da ONU sobrevoar áreas afetadas por uma enchente que deixou 20 milhões de desabrigados no Paquistão. “Aí eu tive a plena certeza de que cada doação, cada ajuda faz sim a diferença. É muito diferente, chocante quando você vê de perto uma tragédia.”

 

Aos 32 anos e jogando duplas, Qureshi é ídolo no Paquistão e tem feito um belíssimo trabalho fora das quadras.

 

Vou descobrir mais agora. Já baixei o livro no meu kindle.

Leave a Comment

Filed under Uncategorized

Um pouco de história antes do ATP Finals começar

O Masters é um evento tão especial, um momento do tênis tão diferente dos outros torneios do circuito e com uma lista tão impactante de campeões, de Stan Smith a Roger Federer, que a história dessa competição, que começa nesta 2ª em Londres, deve ser sempre relembrada. E deve ser relembrada a cada ano porque tivemos a felicidade, há 12 anos, de ver um brasileiro, Gustavo Kuerten, erguer o trofeu de campeão (detalhes da conquista aqui)

 

Não tem como uma final de ATP Finals não ser histórica, com um torneio envolvendo apenas os oito melhores da temporada. Aqui vai a lista de todas as finais do Masters, que já rodou o mundo, tendo começado em Tóquio, em 1980, passado muito tempo em NY, viajado para a Europa e Ásia e agora estabelecido em Londres, por onde deve ficar até 2016.  Batalhas entre Boris Becker e Pete Sampras, entre Ivan Lendl e John McEnroe, e outras envolvendo Becker e Edberg, Sampras e Agassi, Lendl e Becker, se tornaram clássicas, ainda mais quando a disputa na final era em 5 sets. Nos últimos anos, desde 2004, o domínio foi total de Roger Federer, com raras exceções como as vitórias de Nalbandian, Djokovic e Davydenko. Será que um novo campeão emergirá da Arena 02 neste ano?

2011 – Londres – Roger Federer d. Jo-Wilfried Tsonga 6/3 6/7(8) 6/3

2010 – Londres – Roger Federer d. Rafael Nadal 6/3 3/6 6/1

2009 – Londres – Nikolay Davydenko d. Juan Martin del Potro 6/3 6/4

2008 – Xangai – Novak Djokovic d. Nikolay Davydenko 6/1 7/5

2007 – Xangai – Roger Federer d. David Ferrer 6/2 6/3 6/2

2006 – Xangai – Roger Federer d. James Blake 6/0 6/3 6/4

2005 – Xangai – David Nalbandian d. Roger Federer 6/7(4) 6/7(11) 6/2 6/1 7/6(3)

2004 – Houston – Roger Federer d. Lleyton Hewitt 6/3 6/2

2003 – Houston – Roger Federer d. Andre Agassi 6/3 6/0 6/4

2002 – Xangai – Lleyton Hewitt d. Juan Carlos Ferrero 7/5 7/5 2/6 2/6 6/4

2001 – Sidney – Lleyton Hewitt d. Sebastien Grosjean 6/3 6/3 6/4

2000 – Lisboa – Gustavo Kuerten d. Andre Agassi 6/4 6/4 6/4

1999 – Hannover – Pete Sampras d. Andre Agassi 6/1 7/5 6/4

1998 – Hannover – Alex Corretja d. Carlos Moyá 3/6 3/6 7/5 6/3 7/5

1997 – Hannover – Pete Sampras d. Yevgeny Kafelnikov 6/3 6/2 6/2

1996 – Hannover – Pete Sampras d. Boris Becker 3/6 7/6(5) 7/6(4) 6/7(11) 6/4

1995 – Frankfurt – Boris Becker d. Michael Chang 7/6(3) 6/0 7/6(5)

1994 – Frankfurt – Pete Sampras d. Boris Becker 4/6 6/3 7/5 6/4 

1993 – Frankfurt – Michael Stich d. Pete Sampras 7/6 2/6 7/6 6/2

1992 – Frankfurt – Boris Becker d. Jim Courier 6/4 6/3 7/5

1991 – Frankfurt  – Pete Sampras d. Jim Courier 3/6 7/6 6/3 6/4

1990 – Frankfurt – Andre Agassi d. Stefan Edberg 5/7 7/6 7/5 6/2

1989 – New York – Stefan Edberg d. Boris Becker 4/6 7/6 6/3 6/1

1988 – New York – Boris Becker d. Ivan Lendl 5/7 7/6 3/6 6/2 7/6

1987 – New York – Ivan Lendl d. Mats Wilander 6/2 6/2 6/3

1986 – New York – Ivan Lendl d. Boris Becker 6/4 6/4 6/4

1985 – New York – Ivan Lendl d. Boris Becker 6/2 7/6 6/3

1984 – New York – John McEnroe d. Ivan Lendl 7/5 6/0 6/4

 

1983 – New York – John McEnroe d. Ivan Lendl 6/3 6/4 6/4

1982 – New York – Ivan Lendl d. John McEnroe 6/4 6/4 6/2

1981 – New York – Ivan Lendl d. Vitas Gerulaitis 6/7 2/6 7/6 6/2 6/4

1980 – New York – Bjorn Borg d. Ivan Lendl 6/4 6/2 6/2

1979 – New York – Bjorn Borg d. Vitas Gerulaitis 6/2 6/2

1978 – New York – John McEnroe d. Arthur Ashe 6/7 6/3 7/5

1977 – New York – Jimmy Connors d. Bjorn Borg 6/4 1/6 6/4

1976 – Texas – Manuel Orantes d. Wojtek Fibak 5/7 7/2 0/6 7/6 6/1

1975 – Estocolmo – Ilie Nastase d. Bjorn Borg 6/2 6/2 6/1

1974 – Melbourne – Guillermo Vilas d. Ilie Nastase 7/6 6/2 3/6 3/6 6/4

1973 – Boston – Ilie Nastase d. Tom Okker 6/3 7/5 4/6 6/3

1972 – Barcelona – Ilie Nastase d. Stan Smith 6/3 6/2 3/6 2/6 6/3

1971 – Paris– Ilie Nastase (soma de resultados)

1970 – Tóquio – Stan Smith (soma de resultados)

 

2 Comments

Filed under Uncategorized