Tag Archives: london 2012

E sem ninguém perceber, Djokovic ganhou um Masters 1000

Enquanto Rafael Nadal se recupera de uma lesão no joelho; Enquanto Roger Federer curte a prata olímpica na Suíça; Enquanto Andy Murray aproveita uns dias para se recuperar do ouro olímpico; Enquanto Del Potro leva o bronze para a Argentina; Enquanto Jo-Wilfried Tsonga se envolve em acidente e enquanto o Rio de Janeiro recebia o título oficial de cidade olímpica, na cerimônia de encerramento de London 2012, Novak Djokovic foi lá e ganhou o Masters 1000 do Canadá.

 

Sem ninguém perceber, o sérvio ergueu pela terceira vez (2007, 2011 e 2012) o trofeu do Masters 1000 canadense, neste ano disputado em Toronto. Derrotou na final o francês Richard Gasquet, por 6/3 6/2 e sai na frente dos rivais na preparação para o US Open.

Como ele mesmo afirmou ao chegar em Toronto, deixou para trás a derrota para Del Potro em Londres, e tentou fazer o melhor. Treinou dois dias na quadra rápida da Rogers Cup, sem forçar muito e foi jogar.

E olha que não dá para dizer que ele teve uma chave fácil.

Ganhou de Bernard Tomic, Sam Querrey, Tommy Haas e Janko Tipsarevic, antes de derrotar Gasquet na final.

Além dos adversários, teve que enfrentar a chuva e apesar de ter encarado com bom-humor o dia em que Toronto ficou debaixo d’agua, entrando na quadra de guarda-chuva, pediu aos organizadores que considerem colocar teto retrátil no estádio.

 A vitória em Toronto para um Djokovic que não erguia um trofeu desde Miami, mesmo tendo passado quase desapercebida em dia de encerramento de olimpiádas, pode ter dado a injeção de confiança que ele precisava. Pode ser o maior cliché, mas é fato, o combustível do atleta é a vitória e no caso de Djokovic, na briga com Nadal, Federer e Murray, nada mais importante do que a confiança para fazer aquela diferença na hora de ganhar o jogo.

 

Leave a Comment

Filed under Uncategorized

É por isso que as Olimpíadas são tão especiais. Tema é capa dos jornais no mundo todo.

Imagino que todo fã de esporte esteja tão enloquecido quanto eu, virando os canais, tentando acompanhar tudo ao vivo, direto de Londres, nos mais diferentes esportes. Claro que o tênis tem uma certa preferência, mas com medalhas surgindo no judô, ciclismo começando, futebol feminino, tudo fica interessante.

Mesmo aqueles que não gostam tanto de esporte ou de Olimpíadas, não tem muito como fugir do tema. É só dar uma olhada nas capas dos jornais mundo afora. Fiz uma seleção das capas dos jornais de uma série de países. Da Austrália, ao México, passando pelo Líbano, Israel, China, Indonésia, Estados Unidos, Suíça, Suécia, Alemanha, Espanha, Kuait, entre muitos outros, as Olimpíadas são destaque.

 

Não sou tão louca assim, a ponto de ficar olhando capa de jornal de outros países, todos os dias, mas não consigo imaginar que haja outro evento, ou momento, que seja tão unânime assim. Claro que uma eleição presidencial americana deve ter destaque nas capas de publicações em muito lugar, a crise do Euro, um desastre natural, mas desta maneira acho que só mesmo o espírito olímpico criado pelo Barão de Coubertin em 1896.

 

Leave a Comment

Filed under Uncategorized