Tag Archives: murray atp finals

Federer arrasador e Nishikori avançam à semi no ATP Finals

A Arena 02 assistiu hoje, em Londres, o primeiro jogo de 3 sets do ATP Finals e viu Roger Federer e Kei Nishikori avançarem à semi do Grupo A. Nishikori ATP Finals

O jogo de 3 sets foi a vitória de Kei Nishikori diante de David Ferrer por 4/6 6/4 6/1. Sim, David Ferrer. Ele substituiu Milos Raonic, com uma lesão na coxa que abandonou a competição.

Andy Murray precisava então vencer Roger Federer em 2 sets para chegar à semi, já que havia perdido o primeiro jogo para Nishikori e vencido Raonic no segundo. Mas, em apenas 56 minutos, o suíço acabou com o sonho do britânico. Venceu por arrasadores 6/0 6/1, ficando em primeiro no Grupo B.

Agora, Federer e o japonês esperam os resultados desta sexta, dos jogos entre Novak Djokovic e Tomas Berdych e Stan Wawrinka e Marin CIlic para saber quem serão os adversários na semi do último torneio ATP da temporada. Federer enfrentará o 2o. colocado do Grupo A e Nishikori, o 1o.

 

Leave a Comment

Filed under Uncategorized

Murray, quem diria

Ao término do jogo – derrotou Dimitrov por duplo 6/3 em Paris – que garantiu a sua classificação para o ATP Finals, em Londres, Andy Murray assinou na câmera de televisão “Bad Year- Ano Ruim.” A mensagem foi diretamente para aqueles que o criticaram pela falta de resultados consistentes.
Murray_Shanghai_2
Desde que colocou como missão se classificar para jogar o que a ATP chama de “Final Showdown”, o torneio que reúne os oito melhores da temporada na Grã Bretanha, nação de Murray, já que a Escócia optou por permanecer britânica, Murray está quase imbatível e com um físico de dar inveja e muito super atleta.

Depois do US Open, em que perdeu nas quartas-de-final para Novak Djokovic, ele se recuperou e vem jogando há seis semanas seguidas.

Ganhou o ATP 250 de Shenzen (salvou 5 match points na final contra Robredo), foi à semi do ATP 500 de Beijing, chegou às oitavas no Masters 1000 de Xangai, foi campeão do ATP 250 de Viena e do ATP 500 de Valência (também salvou 5 match points na final contra Robredo). Mesmo com todos esses resultados ainda precisava de uma boa campanha em Paris para se garantir, sem depender de outros resultados, em Londres. Tinha que alcançar, no mínimo, as quartas e conseguiu. Antes de Shenzen não havia disputado nenhum final em 2014.

Agora, se junta a Djokovic, Federer, Wawrinka e Cilic e aos poucos vai voltando a ocupar lugar no ranking onde pertence, entre os tops. No meio da temporada, sem Lendl e depois com a nova técnica Amelie Mauresmo, onde é normal um período de adaptação e se ajustando pós cirurgia nas costas, Murray viu seu ranking sair do top 10 – foi até o 12o. lugar. Já é o 8o. e está em ascensão.

Leave a Comment

Filed under Uncategorized

Federer e Murray se aproximam do no. 1 e do ATP Finals

Roger Federer e Andy Murray saíram vitoriosos das últimas disputas de torneios ATP World Tour 500 da temporada. Federer ganhou o seu sexto título em Basel, enquanto que Murray venceu em Valência pela segunda vez.

O suíço, jogando em casa, não teve muitas dificuldades para superar o surpreendente David Goffin, por duplo 6/2, depois de ter vencido, na sequência, Muller, Istomin, Dimitrov e Karlovic. Com o título, Federer agora se aproxima ainda mais de Novak Djokovic em busca do posto de número um do mundo.Federer Basel

SeFederer saiu vitorioso na Suíça, Nadal, que jogou por lá, encerrou a sua temporada depois de ser superado por outro jovem, Borna Coric (17 anos), nas quartas-de-final. Confirmado no Rio Open para 2015, ele anunciou que não jogaria o Masters 1000 de Paris e nem o ATP World Tour Finals, em Londres, para operar da apendicite, no início do mês.

Andy Murray, diferente de Federer, teve que jogar por 3h20min, para conquistar o título do ATP 500 espanhol. Venceu Tommy Robredo por 3/6 7/6 7/6 salvando 5 match points, como havia feito semanas antes na final do ATP de Shenzen, diante do mesmo adversário. Para chegar ao título, Murray ganhou de Melzer, Fognini, Anderson e Ferrer. A vitória coloca Murray quase no ATP Finals.

Foi em Valência também que Thomaz Bellucci somou importantes pontos para voltar ao top 50, alcançando as quartas-de-final da competição que encerrou a sua temporada.

 

Leave a Comment

Filed under Uncategorized

Um pouco de história antes do ATP Finals começar

O Masters é um evento tão especial, um momento do tênis tão diferente dos outros torneios do circuito e com uma lista tão impactante de campeões, de Stan Smith a Roger Federer, que a história dessa competição, que começa nesta 2ª em Londres, deve ser sempre relembrada. E deve ser relembrada a cada ano porque tivemos a felicidade, há 12 anos, de ver um brasileiro, Gustavo Kuerten, erguer o trofeu de campeão (detalhes da conquista aqui)

 

Não tem como uma final de ATP Finals não ser histórica, com um torneio envolvendo apenas os oito melhores da temporada. Aqui vai a lista de todas as finais do Masters, que já rodou o mundo, tendo começado em Tóquio, em 1980, passado muito tempo em NY, viajado para a Europa e Ásia e agora estabelecido em Londres, por onde deve ficar até 2016.  Batalhas entre Boris Becker e Pete Sampras, entre Ivan Lendl e John McEnroe, e outras envolvendo Becker e Edberg, Sampras e Agassi, Lendl e Becker, se tornaram clássicas, ainda mais quando a disputa na final era em 5 sets. Nos últimos anos, desde 2004, o domínio foi total de Roger Federer, com raras exceções como as vitórias de Nalbandian, Djokovic e Davydenko. Será que um novo campeão emergirá da Arena 02 neste ano?

2011 – Londres – Roger Federer d. Jo-Wilfried Tsonga 6/3 6/7(8) 6/3

2010 – Londres – Roger Federer d. Rafael Nadal 6/3 3/6 6/1

2009 – Londres – Nikolay Davydenko d. Juan Martin del Potro 6/3 6/4

2008 – Xangai – Novak Djokovic d. Nikolay Davydenko 6/1 7/5

2007 – Xangai – Roger Federer d. David Ferrer 6/2 6/3 6/2

2006 – Xangai – Roger Federer d. James Blake 6/0 6/3 6/4

2005 – Xangai – David Nalbandian d. Roger Federer 6/7(4) 6/7(11) 6/2 6/1 7/6(3)

2004 – Houston – Roger Federer d. Lleyton Hewitt 6/3 6/2

2003 – Houston – Roger Federer d. Andre Agassi 6/3 6/0 6/4

2002 – Xangai – Lleyton Hewitt d. Juan Carlos Ferrero 7/5 7/5 2/6 2/6 6/4

2001 – Sidney – Lleyton Hewitt d. Sebastien Grosjean 6/3 6/3 6/4

2000 – Lisboa – Gustavo Kuerten d. Andre Agassi 6/4 6/4 6/4

1999 – Hannover – Pete Sampras d. Andre Agassi 6/1 7/5 6/4

1998 – Hannover – Alex Corretja d. Carlos Moyá 3/6 3/6 7/5 6/3 7/5

1997 – Hannover – Pete Sampras d. Yevgeny Kafelnikov 6/3 6/2 6/2

1996 – Hannover – Pete Sampras d. Boris Becker 3/6 7/6(5) 7/6(4) 6/7(11) 6/4

1995 – Frankfurt – Boris Becker d. Michael Chang 7/6(3) 6/0 7/6(5)

1994 – Frankfurt – Pete Sampras d. Boris Becker 4/6 6/3 7/5 6/4 

1993 – Frankfurt – Michael Stich d. Pete Sampras 7/6 2/6 7/6 6/2

1992 – Frankfurt – Boris Becker d. Jim Courier 6/4 6/3 7/5

1991 – Frankfurt  – Pete Sampras d. Jim Courier 3/6 7/6 6/3 6/4

1990 – Frankfurt – Andre Agassi d. Stefan Edberg 5/7 7/6 7/5 6/2

1989 – New York – Stefan Edberg d. Boris Becker 4/6 7/6 6/3 6/1

1988 – New York – Boris Becker d. Ivan Lendl 5/7 7/6 3/6 6/2 7/6

1987 – New York – Ivan Lendl d. Mats Wilander 6/2 6/2 6/3

1986 – New York – Ivan Lendl d. Boris Becker 6/4 6/4 6/4

1985 – New York – Ivan Lendl d. Boris Becker 6/2 7/6 6/3

1984 – New York – John McEnroe d. Ivan Lendl 7/5 6/0 6/4

 

1983 – New York – John McEnroe d. Ivan Lendl 6/3 6/4 6/4

1982 – New York – Ivan Lendl d. John McEnroe 6/4 6/4 6/2

1981 – New York – Ivan Lendl d. Vitas Gerulaitis 6/7 2/6 7/6 6/2 6/4

1980 – New York – Bjorn Borg d. Ivan Lendl 6/4 6/2 6/2

1979 – New York – Bjorn Borg d. Vitas Gerulaitis 6/2 6/2

1978 – New York – John McEnroe d. Arthur Ashe 6/7 6/3 7/5

1977 – New York – Jimmy Connors d. Bjorn Borg 6/4 1/6 6/4

1976 – Texas – Manuel Orantes d. Wojtek Fibak 5/7 7/2 0/6 7/6 6/1

1975 – Estocolmo – Ilie Nastase d. Bjorn Borg 6/2 6/2 6/1

1974 – Melbourne – Guillermo Vilas d. Ilie Nastase 7/6 6/2 3/6 3/6 6/4

1973 – Boston – Ilie Nastase d. Tom Okker 6/3 7/5 4/6 6/3

1972 – Barcelona – Ilie Nastase d. Stan Smith 6/3 6/2 3/6 2/6 6/3

1971 – Paris– Ilie Nastase (soma de resultados)

1970 – Tóquio – Stan Smith (soma de resultados)

 

2 Comments

Filed under Uncategorized

Murray fala de Marcelo Rios e Muhammad Ali

Com a notícia confirmada da ausência de Rafael Nadal em Paris Bercy e no ATP Finals, em Londres, os holofotes ficarão em cima de Roger Federer, Novak Djokovic e acima de tudo, do herói local, o campeão do US Open e medalhista de ouro olímpico, Andy Murray.  Ainda estamos no Masters feminino da WTA, em Istambul, mas  a CNN, no seu brilhante programa Open Court, entrevistou o escocês e conseguiu algumas respostas interessantes do tenista. Murray falou até de Marcelo Rios. Para ele o chileno foi o melhor tenista da história a não ter vencido um Grand Slam. Murray também disse que Muhammad Ali é a sua maior inspiração.

Assista o vídeo

Leave a Comment

Filed under Uncategorized