Tag Archives: nadal clay losses

Nadal vice-campeão em Viña – é normal

Rafael Nadal ficou com o vice-campeonato do ATP de Viña del Mar. Perdeu uma disputada final para o talentoso argentino Horacio Zeballos, 73º colocado no ranking mundial, por 6/7(2) 7/6(6) 6/4. É normal.

Nadal defeated Vina del Mar

Se olharmos os números, o normal seria Nadal arrasar o argentino. Sete vezes campeão de Roland Garros, onze títulos de Grand Slam no total, 50 trofeus no geral de simples, número um do mundo por inúmeras semanas, atual número cinco da ATP, cabeça-de-chave 1 do ATP chileno, e sem nunca ter perdido ontra um canhoto no saibro. Zeballos,27 anos,  73º do ranking, nenhum título – ganhou o primeiro agora em Viña del Mar – melhor ranking foi o 41º em 2009, a sua melhor temporada no circuito.

Se olharmos os resultados de Nadal nos três jogos que disputou em Viña, tudo indicaria que ele ganharia fácil de Zeballos. Não perdeu nenhum set e passou tranquilamento por Delbonis, Gimeno Traver e Chardy.

Mas, em nenhum destes jogos vimos Nadal exibindo a mesma forma que o levou a erguer sete vezes o Trophée des Mousquetaires. E nem era de se esperar. Ele ficou quase oito meses sem  competir. Não é de um dia para o outro que vai recuperar a melhor forma.

Nadal vina del mar

Foram diversas as entrevistas de Nadal nos últimos tempos. Em todas elas ele afirmou que o principal objetivo é chegar bem para a temporada de saibro, ou seja, em abril, em Monte Carlo. Ele foi claro também, desde que aterrissou no Chile, que o principal não era o resultado e sim como o joelho reagiria.

Eu mesma publiquei trechos da entrevista que ele concedeu ao jornal L’Equipe, na quarta-feira, em que ele diz que o normal no Chile seria perder e não ganhar.

Na mesma entrevista ele responde:

“tema do momento é paciência. Tenho que ir passo a passo e aceitar que não estarei no meu melhor nível logo de cara. Há sete meses que não jogo. Se eu não for humilde, não vai funcionar.”

E continua

“Mas aqui os resultados são as coisas menos importantes. E o ranking também. Se tudo correr bem terei outros objetivos em dois meses. O que eu quero é estar 100% para jogar bem Monte Carlo e a temporada de terra da Europa. Mas aqui, o essencial é como eu me sinto e como o meu joelho reage. Perder aqui, pff, não é um problema. Sete meses parado e sem treinar a fundo, eu deveria perder aqui. Seria a lógica. O drama seria se o meu joelho fosse mal.”

Por isso é perfeitamente normal ver um Nadal vice-campeão de um torneio no saibro e perdendo para um tenista bem menos expressivo do que Roger Federer e Novak Djokovic. Claro que a vitória de Zeballos tem importância – para ele – e ficará nos recordes, mas para Nadal o que importou mesmo foi ter jogado, voltado a sentir o gostinho da competição e a partir de agora, continuar evoluindo.

E o próximo passo é o Brasil Open. Veremos.

Fotos – Divulgação VTR Open by Canchantun

Leave a Comment

Filed under Uncategorized