Tag Archives: nadal fora us open

Mesmo ausente, Nadal é sucesso de vendas no US Open

Rafael Nadal não está em Nova York, aliás está bem longe, em Mallorca, se recuperando de uma lesão no joelho. Mas, nem por isso foi esquecido pelo público. Os produtos que levam o seu nome fazem tanto sucesso no US Open, quanto os do número um do mundo, Roger Federer e que está jogando pelo sexton título em Flushing Meadows.  

 

Fui fazer a minha tradicional visita à loja do torneio e aos quiosques de vendas do US Open e fiquei chocada com o tamanho das filas para entrar na US Open Collection e para chegar perto do balcão do quiosque da Nike.

 

Com medo de mim mesma, saí da sala de imprensa sem carteira. Fui com a câmera e o bloquinho na mão. Foi a desculpa que precisava para conseguir furar a fila.

 

No quiosque da Nike, a fila anda mais rápido. São menos mercadorias. Um lado é dedicado aos tênis e à roupa oficial de jogo de Federer, o maior fica com as camisetas VAMOS RAFA, ADVANTAGE RAFA, e ADVANTAGE, FEDERER ,PERFECT, LOVE RAFA, FED NYC, em todas as suas variações, masculina e feminina; E o outro tem as roupas das mulheres, com destaque para as linhas da Serena Williams e Sharapova.

 

A maior fila, claro, se concentrava na parte das camisetas. Consegui conversar com os vendedores e todos disseram que Nadal estava vendendo tanto quanto Federer e que a ausência do espanhol, não estava influenciando nas vendas e que inclusive alguns tamanhos das camisetas de Nadal já estavam esgotados. Para falar a verdade, vi mais gente pelo torneio usando Vamos Rafa, do que algo do Federer.

Para mim, essas camisetas, que custam entre U$ 30 e U$ 35 (R$ 60 e R$ 70) são a lembrança mais legal do US Open.

Mas, quem sabe um outro dia. Fui, ainda bem, sem carteira. Com um sobrinho chamado Rafael e familiares adeptos do tênis, teria sido o primeiro desfalque do torneio.

 

Consegui sair do meio da multidão – aproximadamente 62.000 pessoas estiveram em Flushing Meadows neste domingo de feriado de Labor Day (dia do trabalho) – fui para a US Open Collection, a mais nova do complexo, embaixo do Heineken Red Star Café.

 

Também tive que dizer que não ia comprar nada para conseguir entrar sem pegar a enorme fila.

 

A entrada da loja é pelas roupas infantis, todas uma gracinha, mas com preços exorbitantes. O bichinho de pelúcia do US Open (U$ 25) custa mais caro do que o da FAO Schwarz (U$ 16).

Até aviãozinho com logo do US Open (U$ 25), by Emirates Airlines e patinho com raquete de tênis (U$ 10) para brincar na banheira, estavam vendendo para as crianças.

 

De lá fui para a sessão feminina. A blusinha que mais gostei, uma sem manga, branca, com um loguinho do US Open, custava U$ 38. E o agasalho, pink com preto, lindo, saía por U$ 110. Esse nem se tivesse trazido a carteira teria levado.

Perguntei para o vendedor que item estava fazendo mais sucesso e ele logo respondeu. As camisetas vermelhas e a com o pôster do US Open, pelo valor de U$ 33. Achei que não fosse ter saída.

 

Os bonés que sempre fazem sucesso, custam ou U$ 29 ou U$ 30.

 

Antes de chegar ao vestuário masculino, passei por uma estante com bolsas, chaveiros, copos, agendas, bloquinhos e encontrei o item mais barato da loja, uma Eco Bag, com o pôster do US Open 2012, por U$ 5.  O chaveiro com a réplica do trofeu do US Open custa U$ 15.

 

Enquanto andava para o lado das camisetas masculinas, me deparei com o item mais caro da loja, uma malinha de viagens ou para levar ao clube, de couro, com o logo do US Open, por U$ 200.

 

Meu item favorito entre as roupas masculinas  foi uma  polo laranja. Mas, acho que nem quando eu voltar com a carteira vou levá-la. Custa U$ 88.  As camisetas masculinas, com desenhos de tênis e NY até que não estavam caras e tinha umas interessantes, por U$ 26. Todas mais baratas que as femininas.

 

Mas, mesmo com esse preço mais barato do que a média de coisas da US Open Collection, fico com VAMOS RAFA ou peRFect.

5 Comments

Filed under Uncategorized

Toni Nadal usa exemplos de Del Potro e Moyá para motivar Rafa

Enquanto Federer vence em Cincinnati pela 5ª vez, Nadal se prepara para ir ao médico em Barcelona

 

Enquanto Roger Federer e Novak Djokovic duelavam pelo título do Masters 1000 de Cincinnati, do outro lado do mundo, em Manacor, na Espanha, Rafael Nadal estava se preparando para viajar nesta segunda a Barcelona. O tenista se encontrará com o seu médico Angel Cotorro para como seguir o tratamento para a síndrome de Hoffa.

Com muito apoio do tio e treinador Toni, Rafa está consciente que enquanto ele se recupera da lesão no joelho e as semanas sem jogar vão passando, Federer, Djokovic e Murray vão avançando no ranking. Nas últimas três semanas, sem Nadal presente, cada um deles ganhou um importante título. Murray foi medalhista de ouro nas Olimpíadas de Londres; Djokovic ganhou o Masters 1000 do Canadá e Federer ergueu, pela quinta vez, o trofeu em Cincinnati.

Em entrevista ao El País, neste domingo, Toni afirmou que Rafa tem que aceitar as adversidades. “Perderemos um pouco de ranking e no ano que vem vamos correr atrás. Depois de tanto tempo no circuito, tem que ter tranquilidade neste momento.”

O mentor de Rafael ainda usou os exemplos de Juan Martin del Potro e Carlos Moyá para animar o sobrinho. “Del Potro (foi de 485º a 11º em 2011) esteve lesionado por quase um ano, voltou e está jogando quase no mesmo nível. Moyá também voltou – foi do 59º ao 4º lugar.”

Sem jogar desde a derrota na segunda rodada de Wimbledon para o checo Lukas Rosol, Nadal já está há dias sem pegar na raquete. “Tentamos estar prontos para o US Open. A dor melhorava, mas ele ainda sentia incomôdo. Chega uma hora que cansa jogar sempre com dor.” 

 

Nesta segunda ele tem encontro marcado com o Dr. Cotorro, médico da Real Federação Espanhola de Tênis e que atende Nadal desde criança, para ver se haverá mudança no rumo do tratamento, até agora baseado em fisioterapia, com ondas e termoterapia. Cotorro é o mesmo médico espanhol que também cuidou de Guga em um dos momentos da lesão no quadril e foi fundamental na vitória do brasileiro sobre Federer, em Roland Garros, em 2004.

 

 

 

 

Leave a Comment

Filed under Uncategorized