Tag Archives: ny hotels

US Open – Let’s Play

Ainda nem cheguei em NY e me sinto correndo contra o tempo. Desde segunda-feira as maiores estrelas do esporte estão nos mais diversos eventos, acompanhando o ritmo incansável da cidade. O Arthur Ashe Kid’s Day, neste sábado, marca a última grande brincadeira, antes do campeonato começar pra valer. Let’s play.  serena taste of tennis

O maior burburinho da semana ficou com Maria Sharapova. Além de sempre causar alvoroço por onde passa, Maria resolveu tentar mudar o sobrenome para Sugarpova, o nome da sua linha de balinhas, durante as duas semanas do US Open. A tentativa deu errado, pois ela teria que ficar com o sobrenome por mais tempo e mudar muitos documentos e a russa, depois de todo o buzz, desistiu de jogar o Grand Slam americano, com dores agudas no ombro. Sharapova Sugarpova

Com menos impacto, mas não com menos fervor, Andy Murray e Novak Djokovic apresentaram as respectivas coleções US Open da adidas e Uniqlo, nas megastores de Manhattan. Milos Raonic, patrocinado pela New Balance, aproveitou para lançar a linha NB Tennis em NY e Venus Williams exibiu as roupas floridas da Eleven que jogará em Flushing Meadows.

  1005387_10151790453650971_1263176102_n UNIQLO NY DJOKOVICO tradicional Taste of Tennis reuniu Serena, Azarenka, Radwanska, James Blake, entre outros, no W da Lexington Avenue, na noite de quinta-feira.

Antes, no início da semana, Roger Federer brindou os 270 anos da Moet & Chandon em uma festa de gala em NY.Roger-Federer MOET CHANDON

Até acender as luzes do Empire State Building com as cores da WTA, Billie Jean King e Azarenka fizeram. O trofeu inclusive passou por lá algumas semanas atrás e foi fotografado com NY ao fundo.

tennis empire state building ny

Serena e Murray fizeram o sorteio das chaves ontem também e depois foram jogar com crianças afetadas pelo furacão Sandy.

Billie Jean lançou hoje um selo homenageando Althea Gibson.

À noite tem a festa de gala da ATP comemorando os 40 anos da insitutuição do ranking e homenageando todos os tenistas número um do mundo. Guga estará lá.

Domingo tem coquetel da WTA com direito a exibição do filme “Guerra dos Sexos.”

E amanhã, para quem gosta de brincar de tênis, tem o maior kid’s day do mundo, o Arthur Ashe Kid’s Day, com ingressos esgotados, no Billie Jean King Tennis Center, local onde é disputado o US Open.

arthur ashe kid's day

Os tenistas tops estarão lá na gigante quadra central para entreter a garotada; as quadras serão transformadas em playground, shows de teenagers que os americanos adoram e para completar a presença da First Lady, Michelle Obama.

Ah e para completar, algumas horas antes do US Open começar, na noite de domingo, Marion Bartoli ainda convidou os jornalistas para um bate-papo no Sofitel de Manhattan.

Acho que está na hora do US Open começar. Let’s Play.

 

2 Comments

Filed under Uncategorized

US Open inova mais uma vez e dará prêmio de fair play em NY

Maior evento esportivo anual de Nova York, o US Open, considerado também o Grand Slam do entretenimento, não para de criar ações que engrandençam o evento. Para este ano eles acabaram de anunciar um novo prêmio para os tenistas, o de “Sportsmanship – Espírito Esportivo.” Quem sai na frente na briga por esse trofeu? Djokovic, Murray, Isner, Kvitova, Radwanska, Wozniacki?

A breve lista não inclui Nadal e Federer entre os homens, pois um dos pré-requisitos para o tenista concorrer ao prêmio é de que o jogador ou a jogadora tenha participado de, pelo menos, dois torneios do Emirates US Open Series e claro, do US Open, que vai de 27 de agosto a 09 de setembro. Com o anúncio de que não competirá no Masters 1000 de Cincinnati, na semana que vem, Nadal ficará fora da competição. Federer, ausente do Masters 1000 do Canadá também não poderá competir pelo trofeu que tantas vezes já ganhou na ATP.

Murray, mesmo tendo desistido no meio da competição canadense, ainda é candidtao.

Maria Sharapova é outra que dificilmente terá chances de concorrer ao prêmio de desportividade. Não jogou no Canadá e não costuma competir no torneio que antecede a disputa do US Open, em New Haven.

Serena, como já participou de um dos torneios do Emirates US Open Series e está programada para jogar em Cincinnati, na semana que vem, estaria entre as competidoras, mas com tantas confuses que já teve em NY, dando show com juízas e inclusive sendo obrigada a se retirar da quadra, não deve ter a preferência dos eleitores.

O jogador e a jogadora serão escolhidos por um grupo de jurados que inclui: os ex-tenistas Todd Martin, Mary Joe Fernandez, Chanda Rubin e Mary Carillo; pelo jornalista Matt Cronin, por Lars Roesene, vice-presidente do comitê de Desportividade e pelo Presidente da USTA, Jon Vegosen.

Os vencedores do prêmio, ganharão além do trofeu um cheque de U$ 5 mil para doarem para a causa de caridade que quiserem ajudar.

Considerado um dos tenistas com mais “fair play” na época em que jogava, Todd Martin acredita que “ o espírito esportivo é parte fundamental  da competição, independentemente do nível.”

 

Kim Clijsters, que disputa o seu último torneio da carreira no US Open, seria grande candidata ao prêmio. Mas, já anunciou que não jogará nada antes do Grand Slam americano, para estar em forma física para se despedir do público.

Entre os homens acho que a concorrência vai ser dura e mais acirrada, já que dois dos favoritíssimos ao título, Federer e Nadal, não poderão concorrer.

 

Tudo vai depender também do desempenho dos tenistas durante o próprio US Open. Muitas vezes tudo parece estar se encaminhando para um resultado e um fato acaba mudando o rumo da história.

Há 11 anos, nossa já faz tempo, quando o Guga ganhou um jogo de cinco sets incrível do Max Mirnyi, a partida já havia sido praticamente escolhida o “jogo do US Open 2001.” Até que alguns dias depois Pete Sampras derrotou Andre Agassi, em quatro sets, com quatro tie-breaks. O trofeu acabou indo para este jogo.

Daqui a um mês teremos a resposta do campeões do primeiro prêmio de “Sportsmanship” do US Open.

Leave a Comment

Filed under Uncategorized