Tag Archives: serena williams number one

WTA: 40 anos de números um reunidas em Londres

É sempre emocionante quando campeões, quando os melhroes do esporte se reúnem. Mais especial quando são números um do mundo celebrando os 40 anos da fundação da WTA, que veio a se tornar o mair esporte profissional feminino do mundo. Mas, acho que o de mais importante que eventos como a WTA 40 party que aconteceu neste domingo, em Londres, fazem, é o de dar uma perspectiva do esporte, de história e de importância destas tenistas.

WTA number one

Quase todas as 21 tenistas foram ao evento da WTA em Wimbledon: Chris Evert, Evonne Goolagong, Martina Navratilova, Tracy Austin, Steffi Graf, Monica Seles, Arantxa Sanchez Vicário, Martina Hingis, Lindsay Davenport, Jennifer Capriati, Venus Williams, Serena Williams, Kim Clijsters, Justine Henin, Amelie Mauresmo, Maria Sharapova, Ana Ivanovic, Jelena Jankovic, Dinara Safina, Caroline Wozniacki, Victoria Azarenka. Além, claro, da fundadora Billie Jean King e Margareth Court, que reinou no esporte até o ranking ser oficializado em 1975.

Logo que a cerimônia começou e surgiram imagens das tenistas entrando no pink carpet, dando entrevistas, já levei um susto ao ver Dinara Safina. Nem lembrava, assim rápido, sem pensar muito, que ela havia sido número um. Afinal, as outras números um sem títulos de Grand Slam ainda estão jogando e é mais fácil lembrar do que elas já foram.

Sharapova number oneJankovic number one Safina number one Ivanovic number one

Ver Martina Hingis lá, sentada entre as grandes do esporte, me fez pensar que ela rivalizou com Serena Williams por tanto tempo e já deixou de jogar há umas boas temporadas enquanto Serena continua dominando o esporte. Não que a gente não veja Hingis com frequência, já que ela tem treinado umas tenistas, mas vê-la no meio das lendas do esporte, me fez atentar para isso.

Foi impressionante ver também como muitas tenistas colocaram Monica Seles e Steffi Graf como ídolas.

Mas, o que foi impressionante foi ver como as números um dos anos 70, 80 e até finais dos 90 eram dominantes, ganhavam títulos, erguiam múltiplos troféus de Grand Slam, não um ou dois. Ganhavam Grand Slams de simples, duplas e duplas mistas, eram número um de simples e duplas.

seles number one Mauresmo number one Court number one Goolagong number one

Não quero menosprezar Wozniacki, Ivanovic, Jankovic, Safina, mas se comparadas a Navratilova, Evert, Goolagong, Graf, Seles e por aí vai, elas parecem pertencer ao WTA número 1 B e não à Classe A do esporte.

E se alguém tinha Classe no circuito, antes de tudo isso acontecer, era Maria Esther Bueno e a brasileira foi reconhecida na cerimônia, por Billie Jean King.

Foi lindo, aliás, de arrepiar, ouvir Billie Jean dizer que tinha que reconhecer Maria Esther Bueno, da geração anterior. “Ela era uma das minhas She-has, ela era a Rainha e eu queria ser como ela.”

wta number ones Serena number one Billie Jean King number one Henin number one Davenport number one

Foi isso que Billie Jean King quis inspirar de geração em geração, que todas as meninas e mulheres, mundo afora, pudessem sonhar e como os americanos gostam de dizer “make a living out of it.

Um pouquinho de história é sempre bom lembrar!

SOBRE A WTA

Líder mundial de esporte profissional feminino, a WTA completa nesta temporada 40 anos, com 2500 jogadoras representando 92 nações e competindo por U$ 100 milhões, nos 54 eventos do circuito, mais os 4 Grand Slams, em 33 países.

A WTA começou a ser desenhada em 1970, quando Billie Jean King e outras 8 tenistas assinaram um contrato no valor de U$1 para competir, no recém-criado Virginia Slims Series.  King, em 1973, conseguiu unir tudo em um circuito, fundando a Women’s Tennis Association.

Linha do  Tempo

1970 – O nascimento da WTA começava a ser desenhado quando 9 tenistas (Billie Jean King, Rosie Casals, Nancy Richey, Kerry Melville, Peaches Bartkowicz, Kristy Pigeon, Judy Dalton, Valerie Ziegenfuss e Julie Heldman), assinaram o contrato de U$1 para competir no novíssimo Virginia Slims Series.

1971 – 1º ano do Virginia Slim Series, com premiação total de U$ 304 mil e 19 torneios nos EUA

1973 – Billie Jean King funda  a WTA, no Gloucester Hotel, em Londres, unindo todas as tenistas profissionais em um só circuito, na semana anterior a Wimbledon.

O US Open passou a dar premiação igual a homens e mulheres.

1974 – A WTA assina o primeiro contrato de transmissão de televisão da sua história (com a CBS).

1975 – Surge o primeiro ranking da WTA, usado também para determinar entrada das jogadoras nos torneios.

1976 – Colgate se torna, por 4 anos, a principal patrocinadora da WTA e Chris Evert se torna a 1ª mulher a acumular U$1 milhão em premiação

1977 – Nova York sediou o WTA Championships pela 1ª vez no Madison Square Garden

1980 – Mais de 250 tenistas já fazem parte da WTA, jogando em 47 torneios pelo mundo e com prize money total de U$7,2 milhões

1982 – Martina Navratilova se torna a 1ª mulher a ganhar mais do que U$1 milhão em uma temporada.

1984 – Australian Open passa a oferecer premiação igual para homens e mulheres. Navratilova recebe bônus de U$1 milhão da ITF por vencer Roland Garros.

1988 – Steffi Graf se torna a segunda mulher da história a completar o Grand Slam e ainda vence o Golden Slam, com as Olimpíadas em Seul.

1990 – A Kraft Foods substituiu Virginia Slims como patrocinadora principal do circuito, a premiação total passa a ser de U$23 milhões e pela primeira vez um torneio da WTA – Championships em NY – tem premiação de U$ 1 milhão. Recorde para Navratilova que vence Wimbledon (simples) pela 9ª vez.

1991 – Monica Seles se torna a segunda jogadora da história a passar a marca de U$ 2 milhões em premiação em uma temporada e supera o líder do ranking masculino, Stefan Edberg.

1995 – A WTA se une ao Women’s Tennis Council para formar o WTA Tour. Premiação do WTA Championships pula de U$1 milhão para U$2 milhões.

1997 – Martina Hingis se torna a número um do mundo mais jovem da história (16 anos).

2001 – A premiação total da WTA supera os U$50 milhões e torneios do mundo árabe entram para o calendário (Dubai e Doha). Jennifer Capriati, a ex-menina prodígio, completa um retorno triunfal ao esporte ganhando dois Grand Slams e chegando ao posto de número um do mundo.

2002 – As irmãs Williams realizam a profecia do pai e chegam ao posto de número um do mundo no mesmo ano (Venus, em fevereiro e Serena, em julho)

2003 – Serena Willias completou o Serena Slam (venceu 3 Grand Slams em 2002), ganhando o Australian Open e Kim Clijsters se tornou a primeira atleta a ganhar mais do que U$4 milhões em uma temporada.

2005 – WTA assina contrato histórico de U$88 milhões com a Sony Ericsson por 6 anos – o maior da história do esporte feminino.

Clijsters vence o US Open Series e o US Open, ganhando o maior cheque da história para uma atleta, em um evento, de U$ 2,2 milhões.

2006 – WTA anuncia parceria com a UNESCO para promover igualdade sexual e a liderança das mulheres na sociedade.

2007 – A WTA anuncia um Road Map para encurtar as temporadas, diminuir lesões, deixar as tenistas mais próximas dos fãs e Roland Garros e Wimbledon passam a oferecer a mesma premiação em dinheiro para as mulheres. Justine Henin se torna a primeira mulher a superar a marca de U$5 milhões em premiação, em uma temporada.

2008 – WTA lança a maior campanha da sua história, “Are you looking for a hero?”, abre escritórios na Ásia e realiza, pela primeira vez, o WTA Championships em Doha.

2009 – Stacey Allaster se torna CEO da WTA. Serena Williams supera a marca de U$ 6 milhões em premiação, em uma temporada.

2010 – WTA comemora 35 anos com aumento de U$309 mil para U$85 milhões em premiação.

2011 – Pela primeira vez na história 10 tenistas de diferentes países integraram o top 10.

2012 – Victoria Azarenka e Serena Williams se tornam as duas primeiras mulheres a superar U$ 7 milhões em premiação, em uma única temporada.

2013 – A temporada 2013 terá no total 58 eventos em 33 países. 4 são Grand Slams, 1 é o WTA Championships, 21 são os WTA Premiers (com premiação que varia de U$681 mil a U$5 milhões) e 32 os WTA Internationals, com premiação a partir de U$ 235 mil. Serena Williams é a número um.

PS – Azarenka lesionada não compareceu; Clijsters gravidíssima do segundo bebê da família também não viajou a Londres; Venus Williams ficou em casa se recuperando e Steffi Graf não apareceu.

E para quem quiser aprender um pouco de história da WTA e ver as melhores do mundo reunidas, aqui está o   vídeo de 2 horas da cerimônia deste domingo 30 de junho.

Leave a Comment

Filed under Uncategorized

Com Serena e Billie Jean e Seles e Sharapova, WTA lança campanha dos 40 anos de história

Parece até sem sentido escrever algo hoje que não seja sobre o movimento que está acontecendo no Brasil, um momento histórico do nosso país. No entanto, a WTA, a Women’s Tennis Association, completa no dia 20 de junho 40 anos. Foram 4 décadas que transformaram o esporte, não só o tênis, mas o esporte feminino, com a liderança de Billie Jean King. Serena Williams Billie Jean King

“Foram 40 anos mesmo? Éramos apenas atletas que queriam competir,e fizemos história pelo caminho, determinadas a vencer, não só pela gente, mas por todas as mulheres, em todos os lugares,”diz Billie Jean King em um vídeo que vai circular nas TVs e sites do mundo inteiro. São dois spots de 30 e 60 segundos cada, com os títulos “O tempo voa”e “Dê

Para comemorar os 40 anos, a WTA já havia lançado no início do ano uma campanha, a 40Love, e agora além dos “spots”de TV e digital, também tem uma campanha impressa, em que coloca lado a lado as estrelas do esporte de hoje em dia, com ícones do passado. Serena Williams aparece ao lado de King; Sharapova de Seles; Azarenka de Steffi Graf; Venus de Navratilova e Li Na de Chris Evert.  Quebrando barreiras há 40 anos, obrigada por nos inspirar, diz o anúncio.

Evert WTA tennis

wta 40 anos seles sharapova As comemorações dos 40 anos da WTA chegarão ao auge no dia 30 de junho com um encontro, um parade of champions, das tenistas números um da história, em Londres.

A CEO da WTA, Stacey Allaster, ressalta o crescimento da entidade. “De 2 milhões de dólaers em premiação anual, antes de 1973, da formação da WTA, crescemos para US$ 2 milhões, com 54 torneios em 33 países.”

 

 

1 Comment

Filed under Uncategorized

Os tenistas na lista dos mais poderosos do mundo

A Bloomberg divulgou nesta quarta-feira a lista dos esportistas mais poderosos do mundo. O tênis aparece entre os top 25, com Federer, Djokovic, Serena Williams, Sharapova e Nadal. Le Bron James (basquete) é o número um, seguido por Tiger Woods (golfe) e Peyton Manning (futebol americano).

Roger Federer tennis

A pesquisa da Bloomberg leva em conta não apenas a performance, mas também a exposição de mídia, número de seguidores no twitter, vídeos virais e patrocínios.

Federer já chegou a liderar a lista. Hoje é o quarto, Djokovic, o 5º, Serena a  12ª, Sharapova a 20ª e Nadal o 22º. Mas, mesmo assim o tênis aparece com uma boa fatia do mercado americano, com 11%, empatado com a Nascar e atrás do Futebol Americano, Basquete e do Baseball, normal na América do Norte.

Mas, apenas 15% destes poderosos são mulheres.

Confira a lista completa que ainda inclui, fora dos top 25, Murray, Azarenka, Kvitova, Wozniacki e Radwanska.

Rank 2011 2010 2009 Athlete Sport Total Power
1 4 11 2 James, LeBron Basketball 89.26
2 12 3 1 Woods, Tiger Golf 86.01
3 51 1 5 Manning, Peyton Football 81.46
4 1 7 25 Brees, Drew Football 77.99
5 6 15 17 Federer, Roger Tennis 73.01
6 9 NR NR Djokovic, Novak Tennis 72.93
7 13 14 12 Bryant, Kobe Basketball 72.25
8 34 12 7 Phelps, Michael Olympics 71.09
9 3 5 30 Brady, Tom Football 69.98
10 2 35 NR Rodgers, Aaron Football 69.74
11 17 25 31 Durant, Kevin Basketball 69.51
12 25 18 16 Williams, Serena Tennis 69.46
13 58 19 35 Beckham, David Soccer 68.91
14 21 NR NR McIlroy, Rory Golf 68.71
15 48 NR 27 Bolt, Usain Olympics 66.82
16 38 44 97 Cabrera, Miguel Baseball 65.39
17 15 17 18 Manning, Eli Football 65.27
18 NR NR NR Douglas, Gabby Olympics 64.75
19 18 4 3 Mickelson, Phil Golf 64.50
20 33 83 80 Sharapova, Maria Tennis 63.53
21 10 50 NR Johnson, Calvin Football 60.72
22 5 16 11 Nadal, Rafael Tennis 60.14
23 31 70 NR Braun, Ryan Baseball 59.93
24 27 33 8 Peterson, Adrian Football 58.68
25 16 20 6 Wade, Dwyane Basketball 58.66
26 14 27 36 Howard, Dwight Basketball 56.93
27 8 2 51 White, Shaun Extreme 56.51
28 78 26 33 Jeter, Derek Baseball 55.30
29 11 87 NR Donald, Luke Golf 55.24
30 22 42 45 Earnhardt Jr., Dale Motorsports 55.10
31 80 NR 86 Murray, Andy Tennis 54.81
32 96 NR NR Azarenka, Victoria Tennis 54.54
33 NR NR NR Griffin III, Robert Football 54.54
34 NR NR 95 May-Treanor, Misty Olympics 54.46
35 66 54 NR Cano, Robinson Baseball 53.80
36 53 NR NR Verlander, Justin Baseball 53.57
37 68 65 20 Duncan, Tim Basketball 52.46
38 50 85 99 Ryan, Matt Football 52.21
39 49 NR NR Mayweather Jr., Floyd Boxing / MMA 52.14
40 99 41 NR Hamilton, Josh Baseball 52.09
41 23 22 NR Foster, Arian Football 51.94
42 46 78 44 Paul, Chris Basketball 51.59
43 79 NR NR Wambach, Abby Olympics 51.34
44 37 23 21 Johnson, Jimmie Motorsports 51.34
45 NR NR NR Watson, Bubba Golf 51.10
46 NR NR NR Kimbrel, Craig Baseball 50.97
47 NR NR NR Raisman, Aly Olympics 50.91
48 NR NR NR Walsh, Kerri Olympics 50.80
49 35 NR NR Griffin, Blake Basketball 50.64
50 29 39 28 Gordon, Jeff Motorsports 50.35
51 95 NR NR Welker, Wes Football 50.20
52 NR NR NR Miller, Von Football 50.14
53 NR NR NR Stamkos, Steven Hockey 50.14
54 26 9 4 Pujols, Albert Baseball 50.08
55 NR NR NR Lochte, Ryan Olympics 49.95
56 75 48 60 Anthony, Carmelo Basketball 49.80
57 93 32 42 Williams, Venus Tennis 49.65
58 44 NR NR Rice, Ray Football 49.60
59 52 NR NR Granderson, Curtis Baseball 49.59
60 NR NR NR Westbrook, Russell Basketball 49.16
61 NR NR NR Franklin, Missy Olympics 48.90
62 NR NR NR St. Pierre, Georges Boxing / MMA 48.89
63 NR NR NR Trout, Mike Baseball 48.67
64 NR NR NR McCutchen, Andrew Baseball 48.67
65 54 47 22 Garnett, Kevin Basketball 48.53
66 77 NR NR Gronkowski, Rob Football 48.30
67 NR 80 59 Pierce, Paul Basketball 48.18
68 24 66 29 Nowitzki, Dirk Basketball 48.14
69 NR NR NR Marshall, Brandon Football 47.96
70 85 NR NR Love, Kevin Basketball 47.86
71 NR NR NR Cruz, Victor Football 47.81
72 28 24 72 Pacquiao, Manny Boxing / MMA 47.70
73 NR NR NR Harden, James Basketball 47.62
74 NR NR NR Snedeker, Brandt Golf 47.52
75 NR NR 75 Romo, Tony Football 47.46
76 NR NR 34 Fielder, Prince Baseball 47.45
77 NR NR NR Irving, Kyrie Basketball 47.43
78 NR NR NR Beltre, Adrian Baseball 47.23
79 83 NR NR Kvitova, Petra Tennis 47.15
80 40 NR NR Wozniacki, Caroline Tennis 47.00
81 NR NR NR Kane, Patrick Hockey 46.90
82 NR NR NR Tillman, Charles Football 46.79
83 NR NR NR Wilson, Russell Football 46.72
84 84 NR NR Scott, Adam Golf 46.42
85 NR NR NR Henry, Thierry Soccer 46.40
86 NR NR NR Rapinoe, Megan Olympics 46.24
87 NR 98 NR Rondo, Rajon Basketball 46.22
88 NR NR NR Newton, Cam Football 46.20
89 NR NR NR Radwanska, Agnieszka Tennis 46.17
90 NR NR NR Weaver, Jered Baseball 46.12
91 60 62 48 Stewart, Tony Motorsports 46.08
92 NR NR NR Flacco, Joe Football 46.07
93 57 53 NR Willis, Patrick Football 46.04
94 55 40 71 Donovan, Landon Soccer 45.83
95 NR NR NR Lynch, Marshawn Football 45.76
96 NR NR NR Malkin, Evgeni Hockey 45.68
97 NR NR NR Silva, Anderson Boxing / MMA 45.55
98 NR 31 39 Crosby, Sidney Hockey 45.42
99 88 NR NR Solo, Hope Olympics 45.31
100 NR NR NR Watt, J.J. Football 45.30

 

 

 

 

Leave a Comment

Filed under Uncategorized

No tênis, de fato, ano novo = vida nova

Se nas nossas vidas, no dia-a-dia, eu acredito fortemente que a mudança de ano não tem uma influência significativa, apenas viramos uma página no calendário, no tênis, no circuito mundial da ATP e WTA, ela existe.

Nesta quinta-feira, a última de 2012, a temporada 2013 já começa a dar as boas-vindas com a disputa da exibição em Abu Dhabi, com Andy Murray e Novak Djokovic como principais destaques.  Abu Dhabi Djokovic Murray

Diferente de nós, que não vivemos da performance em quadra apesar de vivermos do esporte ou vivermos o esporte, os tenistas sumiram de cena durante algumas semanas, descansaram e treinaram, treinaram muito. Foram horas nos ginásios do mundo, alguns no calor, outros no frio, e muito tempo também em quadra.

A pré-temporada é talvez uma das fases mais importantes do ano de um tenista. É durante essas semanas que os jogadores adquirem condições físicas e fazem as necessárias mudanças técnicas para ajustar ou melhorar o que precisa ser feito no jogo.

Se há um momento em que eles trocam de raquete, é nesse período.

É nesta fase também que há mais mudanças de técnico. É o único momento do ano em que há tempo para erros e acertos. Não que mudanças de treinador e de material esportivo não aconteçam durante a temporada, mas elas são mais raras.

Por isso, quando a temporada 2013 começa, apesar de os torneios serem praticamentes os mesmos, o circuito percorrer os mesmos destinos, há sim uma mudança nos tenistas.  Da mesma maneira que eles tem em mente que no tênis cada semana é diferente, cada semana te dá uma nova oportunidade, quando o ano começa, tudo também é diferente.

Neste ano provavelmente veremos jogadores mais fortes, outros mais vulneráveis e tudo o que foi escrito e visto no ano anterior, muda.

Será que Djokovic vai reinar de novo na Austrália? Será que Andy Murray ganhará o segundo Grand Slam? E Roger Federer continuará no topo? Muitas dúvidas existem sobre Rafael Nadal. Ele voltará rápido a ganhar torneios? E Victoria Azarenka, manterá o posto de número um do mundo por quanto tempo? Sharapova continuará em ascensão? E a Serena, livre de lesão?

Com certeza esses questionamentos eram diferentes há um ano, quando a temporada 2012 estava para começar.

Para relembrar como foi este ano no tênis, recomendo a leitura da retrospectiva Tennis View, detalhando cada Grand Slam, as Olimpíadas de Londres e as aposentadorias.

Em termos de negócios, muitas transações também acontecem neste período, como o anúncio da Emirates como nova patrocinadora da ATP – companhia aérea oficial e patrocinadora do ranking – no lugar do South African Airways que foi feito nesta quinta; ou a assinatura do contrato de Novak Djokovic com a IMG, substituindo a CAA e a possível saída de Rafael Nadal da empresa que agora tem o sérvio como sua principal estrela. É realmente, a temporada 2013 começa com mudanças.

The School of LifeA minha temporada também começará de maneira diferente. Vou fazer um curso na The School of Life, escola fundada pelo escritor e filósofo Alain de Botton, em Londres, com boas ideias para o dia-a-dia e que trarei para o Brasil ainda no primeiro semestre.

São aulas sobre questões do nosso cotidiano, com muito embasamento filosófico, histórico, artístico e literário. Questões comuns que pairam sobre nossas mentes nesse nosso mundo tão complexo.

Se materialmente mudanças não acontecem por virarmos a página do calendário, mentalmente e intelectualmente esse momento em que conseguimos parar por alguns dias, se usados para reflexão e tomadas de atitude, não apenas com uma lista de decisões que esqueceremos rapidamente, podem sim influenciar a nossa história.

Por isso, vou descansar do blog, provavelmente, até o início do Australian Open e voltar com boas ideias que espero compartilhar com todos.

Leave a Comment

Filed under Uncategorized