Tag Archives: teliana pereira roland garros

Teliana anuncia calendário até Roland Garros

A tenista número um do Brasil, Teliana Pereira, anunciou nesta segunda-feira o seu calendário até o fim de maio, culminando com a disputa do segundo Grand Slam da temporada, Roland Garros. Ela volta a disputar torneios a partir do dia 06 de abril, com o ITF Challenger de Medellin e na sequência joga o WTA de Bogotá, depois seguindo para o WTA de Marrakesh, os Challengers de Cagnes Sur Mer e Saint Gaudens, até chegar a Paris.
Teliana Pereira
Teliana está em Curitiba, fazendo uma mini-pré temporada de 20 dias, depois da disputa do Rio Open e de outros torneios Challengers no Brasil, para encarar com força a sequência de seis torneios no saibro.

“Começamos os treinamentos focados nesses torneios no saibro na semana passada e estou bem animada. Está chegando uma das minhas fases favoritas da temporada. Optamos por fazer um calendário mesclando WTAs com Challengers, com o principal objetivo de chegar com a melhor preparação possível em Roland Garros,” comentou Teliana. ”

Atual 140ª colocada no ranking mundial, Teliana está treinando com o técnico e irmão Renato Pereira, em Curitiba.

Calendário Teliana Pereira – Abril e Maio

06/04 – ITF Challenger Medellin (COL) – U$ 50 mil
13/04 – WTA de Bogotá (COL) – U$ 250 mil
27/04 – WTA de Marrakesh (MAR) – U$ 250 mil
04/05 – ITF Challenger Cagnes Sur Mer (FRA) – U$ 100 mil
11/05 – ITF Challenger Saint Gaudens (FRA) – U$ 50 mil
20/05 – Roland Garros

SOBRE TELIANA PEREIRA – Natural do município de Águas Belas, no sertão pernambucano, Teliana, nascida em 20/07/1988, migrou para o Paraná ainda criança. Iniciou a carreira profissional em 2005, depois de ótimas atuações como juvenil, e em 2007 deu um pulo na carreira, conquistando a medalha de Bronze no Pan do Rio, ao lado de Joana Cortez, nas duplas.
Em 2013, se tornou a primeira brasileira a alcançar a semifinal de um WTA – em Bogotá –  desde 1989. Ainda naquele ano, se tornou a primeira tenista do Brasil a chegar no top 100 da WTA, desde 1990 e atingiu o seu melhor ranking, a 87a colocação.
Dentro do top 100, em 2014, Teliana conseguiu disputar, pela primeira vez na carreira, todos os Grand Slams na chave principal, chegou a ganhar uma rodada em Roland Garros.
Teliana conta com os patrocínios da Asics, CBT/Correios, Deloitte e Wilson e tem a sua carreira gerenciada pela LinkinFirm, do ex-tenista profissional Marcio Torres.

Leave a Comment

Filed under Uncategorized

Brasil pode fazer história na Fed Cup, mas evento pode passar despercebido

13901020451_aec04fc662_z O Brasil pode fazer história no tênis feminino neste fim de semana, em Catanduva, interior  paulista. O país enfrenta a Suíça e se vencer entra para o Grupo Mundial II da Fed Cup, a versão feminina da Copa Davis, pela primeira vez. Mas, com a disputa distante de um grande centro e sem muito burburinho em cima do evento, a sensação é de que a competição nem é por aqui.

O sorteio da chave foi realizado nesta sexta-feira e colocou Teliana Pereira, 92ª diante de Timea Baczinski, 162ª. No outro jogo, Paula Gonçalves, 289ª, pega a sensação suíça do momento, Belinda Bencic, 91ª.  No domingo, os jogos se invertem e caso seja necessário, para um desempate, um quinto jogo, Paulinha e Teliana jogam a dupla contra Viktoria Golubic/Amra Sadikovic.

Teliana Pereira Fed CupO confronto, com a Suíça, tem apelo. Além de Teliana,estar na melhor fase da carreira – garantiu vaga direto na chave principal de Roland Garros –  e ter conquistado inúmeros fãs ao alcançar a semifinal do Rio Open, no início do ano, a vitória no Paraguai, quando conseguiram a vaga no Playoff foi bem divulgada no País. Do outro lado, a nação européia capitaneada pelo ex-treinador de Steffi Graf, Hanz Guenthardt trouxe ao Brasil a nova “Martina Hingis”. Treinada pela mãe de Martina, Melanie Molitor, Bencic, de apenas 17 anos, entrou para o top 100 há pouco tempo, ao chegar à semi no WTA Premier de Charleston. Bencic foi quem marcou os 2 pontos da Suíça na disputa com a França, em Paris, no início do ano, vencendo Cornet e Razzano.  Equipe Suíça Fed Cup

Esperava estar ouvindo falar muito mais da Fed Cup nestes dias do que estou. Claro que temos concorrência com o Masters 1000 de Monte Carlo, o IS Open e a volta de Flavio Saretta, a Copa do Mundo FIFA chegando, mas é o Brasil podendo fazer história na competição.

Imagino que a Confederação e a capitã Carla Tiene tenham seus motivos para terem escolhido a distante Catanduva para o confronto – fica a 384km da capital paulista. Há sempre o discurso de que o interior abraça um evento destes, mas a cidade de apenas 111.914 habitantes, não tem tradição no esporte, o confronto não está em destaque na home page do município, diferente de outras competições esportivas e uma disputa destas na capital, mesmo em um clube pequeno, atrairia muito mais atenção para o esporte e para as meninas.

Teliana, Paula, Gabriela Cé e Laura Pigossi parecem, de longe, estar unidas, trabalhando duro e concentradas na missão, mas isso não impede que o evento seja um pouco mais valorizado, inclusive pela confederação que não coloca as meninas como principal destaque no seu site. E nesta sexta, 16h30, tinha como última notícia sobre a Fed Cup, a capita Carla Tiene chamando a torcida, datada de 16/04. A notícia boa é que o SporTV 3 transmitirá os jogos.

A última vez que o Brasil teve uma oportunidade de disputar um Play Off do Grupo Mundial II foi em 2004 e perdeu para a Croaácia.

 

Leave a Comment

Filed under Uncategorized